Cart

Trechos de Discursos Divinos Saiprakashana.Online

Discurso Divino - Trechos
22/09/2018 - Rio de Janeiro - Brasil
Satsang Público


Queridas personificações do amor!

Aquele cujo coração está cheio de amor experimenta apenas amor em tudo, em todos os lugares. Não há lugar, nem tempo nem situação em que essa pessoa não sinta amor, pois só existe amor em toda parte por tal pessoa. Eles são capazes de experimentá-lo porque seu próprio coração está cheio de amor.

O mundo nada mais é que reflexão, reação e ressonância. Aquilo que está dentro reflete-se tanto dentro quanto fora. Aquilo que você sente por dentro é o que você vê do lado de fora. Um santo sempre verá todos como outros santos, ao passo que um ladrão sempre pensará: ‘Todos os outros também são ladrões’.

Portanto, o mundo depende da sua visão: se você encher seu coração de amor, só sentirá amor em toda parte – mas se você encher seu coração de ódio, então você só sentirá ódio em todo lugar. Portanto, não há necessidade de sair por aí tentando mudar o mundo; se você mudar, isso é bom o suficiente. Se você se tornar uma pessoa amorosa, encontrará amor em todos os lugares.

Discurso Divino - Trechos
8 julho 2019
Sayalar, Turquia

Toda a Criação emergiu do amor.
Por fim, toda a Criação se funde novamente no amor.
Onde quer que vemos esta Criação, apenas vemos amor.
Não há lugar onde o amor não exista.
Este é o princípio do puro amor.
(Poema em télugo)

Queridas formas de amor!

O sentimento mais bonito deste mundo é ser amado e amar. Quando alguém ama e é amado, naquele momento, sente-se divino. Esse amor não deve ser confundido com sentimentos mundanos propensos a apegos e expectativas. O amor divino é aquele que está livre de todas as expectativas, desejos e apegos. Quando alguém experimenta esse amor, que é livre de todos os desejos, experimenta verdadeiramente Deus. 'Prema Yoga' significa 'amor que une você a Deus'. O amor que faz de você um com Deus é o amor que alguém deve desenvolver.

Você pode ou não acreditar, mas Meu dever é lhe dizer, e assim farei: o mundo que você vê não é tudo o que existe; há muito mais do que aquilo que você vê apenas com seus olhos. De fato, o que você vê com seus olhos é apenas uma ilusão! O que realmente existe é muito maior e vai além de tudo isso.

Quando chegamos a este lugar nesta manhã, e todas as maravilhosas orações e canções estavam sendo cantadas, o que eu testemunhei não foram apenas todos vocês sentados neste dossel, mas também muitas centenas de seres por todo este lugar. Alguns desceram dos céus, outros emergiram da terra e outros vieram de todas as direções - milhares e milhares deles - e então veio Kaya! (Aplausos)

Perguntei-lhe: "De onde você veio?"

Ele disse: "Do mesmo lugar de onde você vem".

Quando Kaya estava prestes a deixar seu corpo, ele sofreu algum sofrimento físico, alguma dor, o que é natural quando você chega a essa idade. Todo mundo queria que ele vivesse. Eles tentaram todos os tipos de coisas medicamente, fazendo todo o possível para mantê-lo. No entanto, em seu coração, ele continuou orando: ‘Swami, por favor, me leve; por favor, me alivie dessa escravidão! '

Eu vim e perguntei a ele: "Kaya, se você deixar este kaya - o que significa 'corpo' - como você virá visitar este lugar novamente?"

Ele sorriu e disse: “Swami, este kaya é maya - este corpo é uma ilusão. Do jeito que você virá para a inauguração, eu também irei da mesma maneira! ”

Hoje ele veio da mesma maneira. (Aplausos)

Para ler o discurso completo, consulte:
https://drive.google.com/file/d/1QMxAkL3m14HYfLZxnReolQcRxbUcVoAn/view

Visita Divina À Itália
Roma 8 de abril de 2019
Assis 10 de abril de 2019


A graça de Deus é para todos - não há discriminação - mas, se seus corações estão fechados, não entenderão, assim como a luz do sol não entrará em uma sala quando fecharem todas as portas e janelas. Da mesma forma, onde o serviço de alimentos acontece, vocês devem servir a todos, sem qualquer discriminação. Qualquer pessoa faminta merece o alimento e está qualificada para receber a graça de Deus.

ahara nidra bhaya maithunam cha samanyam etat pashubhir naranam
(Quatro instintos são comuns a ambos os animais e o homem: fome, sono, medo e procriação.)

Estes são comuns a todos os pássaros, insetos, animais e seres humanos - todos precisam viver através desses quatro instintos. A fome é o mais comum e básico dos quatro. Insetos ficam com fome, pássaros ficam com fome, animais, humanos e até mesmo Deus - todos ficam com fome. Como a fome é comum a todos, assim, une a todos. Vocês podem não entender os medos ou preocupações de alguém, nem os seus problemas de saúde ou dificuldades pessoais - mas a fome, todo mundo pode entender!

Alguém pode ter perdido um pai ou mãe e pode estar sofrendo, mas outra pessoa que não tenha perdido o seu pai não entenderá aquela dor. Alguém que tem um problema de coração pode ter dor, mas outra pessoa que não tem, não entenderá. A fome, no entanto, é algo que todo mundo entende, ricos e pobres, tanto aquele que tem um problema de coração, quanto aquele que não tem - todos compreendem a sensação de fome.

Portanto, quando servem os famintos, podem realmente entender o que eles sentem. Se oferecerem um serviço sem verdadeira compreensão, isso só se tornará trabalho, não adoração. Quando agem com empatia, o serviço tem mais sentido. A fome é algo que todos vocês podem entender. Mesmo o maior dos reis ficará muito zangado se for forçado a ficar sem seu café da manhã ou almoço. Não importa quais desigualdades existam, a fome é a necessidade comum em toda a Criação. Isso pode lhes ajudar a entender uns aos outros como coabitantes na criação de Deus. Todos são capazes de sentir a dor do outro e cuidar o suficiente para ajudar a dissolvê-la.

Para ler o discurso completo, veja:
https://drive.google.com/file/d/1rxWJwqsqP56x0Cxp6II50ILHr-p_VoxE/view


manushyanam sahasreshu kaschid yatati siddhaye
yatatamapi siddhanam Kaschin mam vetti tattvatah
(Entre milhares de homens, um pode buscar pela perfeição,
e daqueles que a tenham atingido, dificilmente um Me conhece, na verdade.)


Entre milhares de pessoas que tentam, talvez uma finalmente consiga Me conhecer. Portanto, não é uma surpresa que de bilhões de pessoas na terra, apenas alguns estejam aqui presentes, em um esforço para conhecer-Me. Seria surpreendente se mais do que um ou dois de vocês realmente colocassem um esforço firme o suficiente para realmente e verdadeiramente Me conhecer, porque conhecer a Deus não é um dado adquirido; é apenas para aqueles que querem Deus à exclusão de todo o resto. Deus não pode ser um dos muitos em suas vidas. Quando Deus for o primeiro e o único - é quando vocês conhecerão a Deus, no sentido mais verdadeiro.

Eu amo muito dois países, e ambos os seus nomes começam com a letra “I”, como em “Eu Sou Eu” (I am I). Um país, como vocês sabem, é a Índia; podem adivinhar o outro país? Sim, Itália! Por que amo esses dois países? Porque em ambos os países, houve homens e mulheres que se afastaram do mundo e caminharam corajosamente no caminho de Deus. Há tantas pessoas destes dois países apenas, que perseguiram este caminho de Deus com a exclusão de todo o resto. Não se importaram em desistir de tudo, inclusive de suas vidas, pelo bem de Deus. Esta devoção completa é vista apenas nestes dois países.

Eu sempre disse que se a Índia é o motor dianteiro, a Itália deveria ser o motor traseiro. Todos os outros países são como as carruagens do comboio. Só quando a Índia puxa pela frente, e a Itália empurra por trás, pode este trem do mundo se mover em direção a Deus. É extremamente importante fazer isso hoje, ao invés de em um outro momento. Grande parte deste movimento firme em direção a Deus reside em seus ombros agora. Se alguns, ou todos vocês decidirem se voltar para Deus, fazer o esforço necessário e, finalmente, perceber e tornar-se Deus, então há um futuro para este mundo. Espero e anseio ver pessoas que utilizem esta oportunidade para liderar o mundo neste caminho de Deus. Isso é tudo que quero dizer.


08 de abril de 2019, Visita Divina à Itália (Roma, 8 de abril de 2019 / Assis, 10 de abril de 2019)(LINK)

O mundo que percebemos através dos sentidos físicos, parece ser absolutamente real. Quando vocês tocam, saboreiam, veem, cheiram ou escutam algo, acreditam ser real – mas, essas mesmas coisas acontecem até no estado do sonho. Quando sonham que um tigre os persegue, vocês ouvem seu rugido e sentem sua presença e também sentem medo. Até que acordem, acreditam que a ilusão seja real – que um tigre real os está perseguindo. Somente quando o despertador toca e acordam, é que respiram aliviados e pensam: “Oh! Foi só um sonho com o tigre, afinal de contas, não serei comido por ele!”

Para quem sonha, o sonho parece realidade. Da mesma forma, para aquele que está acordado, ou em estado de vigília, essa parece ser a realidade. A pessoa que sonha não se apercebe da vigília. Aquela acordada, não se apercebe do estado de sonho. Além da vigília e do estado de sonho, há um outro estado, o do sono profundo, no qual vocês não estão cientes de quem são, onde estão ou o que são. Essa compreensão não existe, uma vez que todos os sentidos desaparecem da mente no sono profundo e, então, vocês ficam incapazes de perceber quem são. É no estado de vigília que há uma compreensão do seu entorno.

04 de abril de 2018, Visita Divina à Suíça (LINK)

À medida que Minha missão progride, cada vez mais vocês têm que se tornar como Eu. Se um Sai Baba pôde fazer tanto em uma vida, imaginem o que acontecerá se muitos de vocês se transformarem em Mim! O poder do Espírito é sempre superior ao poder do limitado ser físico. Através de cada um de vocês, Meu espírito se moverá, falará, andará, servirá, ajudará e amará. Permitam-Me fazer isso através de vocês. Não sejam uma obstrução no Meu caminho. Não deixem seu pequeno ego, apego e egoísmo atrapalhar o Meu livre fluxo através de seus seres. Isso é tudo o que peço a vocês. Apenas permitam e Me deixem trabalhar através de cada um de você sendo instrumentos, ocos sem qualquer obstrução.

16 de setembro de 2017, Visita Divina à Austrália, página 24 (LINK)

Considero ser o dever de toda pessoa saudável ajudar a outra que esteja doente. A maior obrigação de toda pessoa instruída é ajudar alguém sem instrução a adquirir conhecimento. A principal responsabilidade de todas as pessoas afluentes é elevar aqueles que não têm o suficiente. O serviço mais elevado daqueles que são bem alimentados é não deixar ninguém ao seu redor passar fome. Se seguirem esses princípios vocês estão, verdadeiramente, Me seguindo e podem se chamar de Meus seguidores. Meus seguidores devem seguir o caminho determinado por Mim. Este caminho é simples: amor e serviço, amor e serviço.

10 de setembro de 2017, Visita Divina a Fiji, página 9 (LINK)

Passado, presente e futuro são como as páginas de um livro. Disseram-Me que os russos gostam de ler livros. Este livro já está escrito. O começo, o meio e o fim já estão completos. O leitor no início não saberá o que acontece ao final. No entanto, página após página, à medida que lê, ele conhecerá a história. Da mesma forma, página após página, as lilas de Swami estão se manifestando e lentamente as coisas estão acontecendo.

Você pode estar na primeira ou na décima página, mas não saberá o que está na quinquagésima página, a menos que, página após página você chegue lá. Swami, no entanto, que é o autor deste livro, conhece todas as páginas. Ele sabe como, quando, onde e para quem algo vai acontecer. Tudo já é conhecido e foi escrito por Swami, então onde há margem para o sentido de autoria? Onde há escopo para o ego e o apego? Ele decidiu o que você tem que fazer e o deixou preparado. Tudo o que você precisa fazer é se render e obedecer. Para aqueles que se renderam, não há autoria, as coisas acontecem por si mesmas - mas a mente de quem não se rendeu será confusa e sofredora.

28 de agosto de 2017, Visita Divina à Rússia, Página 20 (LINK)

 


Warning: count(): Parameter must be an array or an object that implements Countable in /web/htdocs/www.saiprakashana.com/home/br/templates/gk_storebox/html/com_k2/templates/default/category.php on line 191

Log In or Register